Tereos Menu Search

Beterraba

VISÃO GLOBAL

Fixada em seus territórios, a Tereos congrega 12.000 cooperados franceses em torno de uma visão de longo prazo: valorizar as matérias-primas e contribuir para o desenvolvimento, no mundo, de alimentos de qualidade.

N°2 europeu no processamento de beterraba, a Tereos processa 19,8 milhões de toneladas de beterrabas para produzir +2 milhões de toneladas de açúcar e 675.000 m3 de álcool & etanol em 12 fábricas de açúcar & 8 destilarias na França, na República Tcheca, na Romênia e 1 refinaria na Espanha.

 

Originária da família Chenopodiaceae, a beterraba é uma planta que produz apenas açúcar.

Fotografia

As folhas da beterraba são o "laboratório" onde se fabrica o açúcar armazenado na raiz da planta. As sementes são semeadas em março e a colheita (chamada "safra") estende-se de meados de setembro ao fim de dezembro. 

As beterrabas são então pesadas e amostradas para determinar o seu teor de açúcar, para calcular a receita do produtor. Elas são, em seguida, lavadas e depois cortadas em fatias finas e mergulhadas numa corrente de água quente para extrair o açúcar. 

Purificado e depois filtrado, este suco é concentrado em xarope por evaporação: carregado de açúcar a 65%, ele é em seguida aquecido a vácuo para desencadear a cristalização. A massa cozida produzida é finalmente enviada para turbinas que eliminam o líquido e retêm o açúcar branco cristalizado.

Produtos

Açúcar: com a cana-de-açúcar, a beterraba é uma das duas principais fontes de sacarose exploradas no mundo. O açúcar extraído da beterraba é destinado à venda no varejo, atacado, mas também para a indústria.

Álcool: é obtido por fermentação de substratos de beterrabas. O produto é então corrigido para obter o álcool superfino ou corrigido e desidratado para obter o álcool absoluto.

Bioetanol: ele é produzido a partir do suco da beterraba, chamado de bioetanol convencional, ou a partir do resíduo de açúcar: o melaço, que permite obter um bioetanol avançado. Por sua natureza, este bioetanol não entra em concorrência com nenhuma produção alimentar.  Pelo contrário, ele é o complemento de uma produção alimentar principal – o açúcar.

Polpas: as fibras provenientes da extração do suco são utilizadas como alimento para o gado.
Biogás e vinhaças, graças a um processo de metanização.

Produção de biogás => alimenta as caldeiras, diminui as emissões de CO2 na atmosfera e permite realizar economias de energia.

Recuperação de uma vinhaça metanizada após concentração => tem um valor fertilizante em potassa superior à vinhaça atual. 

Rendimento

80 t/ha de beterraba sacarina em média, dando cerca de 13 t/ha de açúcar, ou seja, 1,3 Kg de açúcar por metro quadrado. Uma tonelada de beterraba produz de 90 a 100 litros de álcool em média. A França é o 1o produtor mundial de açúcar de beterraba.