Market

Bioenergias

resized_darius_1
A Tereos processa todas as suas matérias-primas agrícolas, utilizando os resíduos para transformar em energia verde, como bioetanol e bagaço. Para criar um modelo industrial sustentável, a Tereos coloca a economia circular no centro de suas ações e reduz o consumo de energia necessária para processar as matérias-primas.

Em números

12%

eletricidade consumida na Reunião vem do bagaço

50%

as necessidades de energia das destilarias de Artenay e Dobrovice são derivadas da digestão anaeróbica

1,3M

habitantes: a Tereos fornece à rede pública brasileira o equivalente ao consumo anual de uma cidade desse porte

Bioetanol

Um produto renovável, o bioetanol é fabricado a partir de cereais e beterraba-açucareira, na Europa, e da cana-de-açúcar, no Brasil. O bioetanol compartilha uma fórmula química idêntica à do álcool, mas tem um processo de fabricação e áreas de uso diferentes. É o único combustível líquido atualmente disponível como substituto parcial da gasolina. O bioetanol emite 60% menos gases do efeito estufa do que a gasolina e gera duas vezes mais energia do que a necessária para produzi-lo.

  • Connantre ED95 041218 © Michel Blossier pour Tereos (89 sur 109)_opt
  • DCIM101MEDIADJI_0447.JPG

Bagaço

Um resíduo fibroso resultante do esmagamento da cana-de-açúcar, o bagaço também é uma fonte rica em energia. Quando queimado em uma caldeira, fornece vapor e eletricidade (um processo de cogeração). A energia gerada a partir do bagaço excede consideravelmente às necessidades da planta de produção, o que significa que é possível vender eletricidade à rede elétrica. Durante a safra na Ilha da Reunião, a Tereos fornece bagaço para as duas maiores usinas térmicas da ilha, situadas perto de suas instalações. Isso evita que 145 mil toneladas de carvão sejam importadas.

TER_012881

Uma novidade mundial em produção de gás metano a partir da vinhaça, em Artenay

Em 2014, novas unidades de produção de gás metano foram comissionadas em nossas plantas em Artenay, na França, e Dobrovice, na República Tcheca. O novo processo baseia-se no uso da vinhaça, um subproduto da destilaria, e é uma novidade mundial. O biogás produzido é então usado para as caldeiras da usina, reduzindo tanto o consumo de energias fósseis quanto as emissões de CO2.

Tereos – Site d’Artenay le 8 octobre 2013