Inovação

Energia

A recuperação de resíduos agrícolas e industriais é essencial para substituir sustentavelmente e economicamente algumas das matérias-primas de origem fóssil. Ao maximizar a recuperação de produtos agrícolas, garantimos que os produtos e ingredientes sejam competitivos para os clientes da Tereos e para os consumidores.

Desafios

Colocamos a economia circular e as regiões de produção no centro de nossas ações, desenvolvendo novas formas de recuperação dos resíduos não alimentares em nossas plantas e preservando os recursos naturais o máximo possível.

Objetivos

  • Promover a energia verde derivada de nossas matérias-primas como um substituto para as energias fósseis (gás, petróleo, etc).
  • Melhorar o valor da produção agrícola, criando valor a partir de subprodutos e resíduos.
  • Aumentar nossa eficiência energética e reduzir nossa pegada de carbono.
  • Integrar as nossas biorrefinarias em suas regiões.
Connantre ED95 041218 © Michel Blossier pour Tereos (89 sur 109)_opt

Exemplos de aplicações

50% da energia utilizada pelas instalações da Tereos vem de fontes renováveis, usando vários processos.

Recuperando resíduos de celulose
O projeto Futurol tinha como objetivo desenvolver e demonstrar um processo de produção de etanol, conhecido como etanol de segunda geração, usando material de lignocelulose proveniente de subprodutos agrícolas e florestais, resíduos e biomassa. O projeto começou em 2008 e terminou em 2018, com a instalação de iniciativas em tecnologia na planta de Bucy, na França.

Usando digestores para produzir biogás
A vinhaça é um subproduto da produção de álcool a partir da beterraba-açucareira. Ao transformá-la em biogás usando digestores, podemos reduzir nosso consumo de energia fóssil e nossas emissões de CO2. Nas instalações em Artenay, na França, e Dobrovice, na República Checa, as nossas duas unidades de produção de gás metano permitem-nos cobrir mais de 50% das necessidades de energia durante a safra. Esta é uma novidade mundial para a pesquisa da Tereos.

 

Marché_Energie_3

Cogeração: uma fonte crescente de eletricidade
No Brasil, em Moçambique e na Ilha da Reunião, onde processamos cana-de-açúcar, nossas usinas são autossuficientes em energia graças à eletricidade verde produzida a partir do bagaço, o resíduo fibroso da cana-de-açúcar triturada. Ele é queimado em caldeiras de alto rendimento e fornece eletricidade para nossas instalações. O excedente de energia pode alimentar a rede pública. Do consumo anual de eletricidade da Ilha da Reunião, 12% é produzido por este processo, que também fornece energia para as duas instalações da Tereos. No Brasil, a Tereos fornece à rede pública o equivalente ao consumo anual de energia de uma cidade de aproximadamente 1,3 milhão de habitantes.

 

Energia na fonte: reciclagem de resíduos domésticos

Em 2011, a Tereos firmou uma parceria com a Ecostu’Air, uma instalação de recuperação de energia operada pela Suez Environnement que produz eletricidade e vapor verde a partir do lixo doméstico de 130 cidades e aldeias vizinhas. Localizada a apenas 3 km da nossa planta em Lillebonne, a unidade fornece cerca de dois terços do vapor necessário para a usina da Tereos, desde maio de 2015. Ao substituir o gás natural pelo vapor verde, a planta não só reduziu significativamente o consumo de combustíveis fósseis, mas também impediu a emissão de cerca de 84.000 toneladas de CO2. Em outubro de 2016, este projeto ganhou um troféu na categoria “Júri Favorito” na edição anual do prêmio “Troféu LSA de Diversidade e da Responsabilidade Social Empresarial”.