News

Práticas agrícolas sustentáveis: novas certificações internacionais

Dessa vez, chegou a hora de nossos agricultores parceiros na Romênia e na Ilha da Reunião de serem avaliados e certificados!

Para valorizar a produção agrícola

A plataforma Sustainable Agriculture Initiative (SAI Platform) é uma organização sem fins lucrativos, criada para facilitar o compartilhamento, em fase pré-competitiva, de conhecimentos e melhores práticas para apoiar o desenvolvimento e a implementação de práticas agrícolas sustentáveis. Em 2015, a Tereos foi o primeiro grupo açucareiro francês a aderir a essa importante iniciativa, que reúne hoje diversos líderes internacionais da indústria de alimentos e bebidas.

O Grupo escolheu ser avaliado com base no referencial “Farm Sustainability Assessment” (FSA) da SAI Platform, a fim de medir sua evolução no cumprimento de seu compromisso de 75% de matérias-primas certificadas ou avaliadas como sustentáveis até 2020.

Citation XAVIER H

Para a Tereos, a ação abrangeu inicialmente os 12.000 cooperados associados do Grupo. Estes foram todos avaliados na categoria ouro ou prata em 2016 (um resultado que apresentou melhorias por ocasião da renovação da verificação, no fim do primeiro semestre de 2019). No fim de 2017, nossos agricultores fornecedores da República Tcheca e da Espanha também passaram na avaliação. Este ano, continuamos nessa progressão, com a inclusão da Ilha da Reunião e da Romênia:

ENCADRE REUNION ROUMANIE

Uma metodologia com base na autoavaliação

Segundo a metodologia de avaliação da SAI Platform, é selecionada uma amostra de agricultores, e cada um deve preencher um questionário referente às práticas em sua propriedade agrícola. O questionário leva em conta 112 critérios, repartidos em 3 categorias: proteção do meio ambiente; gestão econômica; e condições sociais dos trabalhadores e das comunidades locais. Após as autoavaliações, uma amostra das propriedades é auditada por um organismo independente, que atesta ou não a aplicação das boas práticas.

“O compromisso dos cultivadores em favor de uma agricultura sustentável está alinhado com a estratégia dos produtores europeus de limitar os insumos e garantir a qualidade da produção”, destaca Florent Thibault, diretor agrícola para a Ilha da Reunião. “É essa estratégia que acaba de ser ratificada pela auditoria e reflete o alto nível em termos de sustentabilidade do açúcar da Ilha da Reunião.”

Em abril de 2019, 60% das matérias-primas da Tereos já eram certificadas ou avaliadas como sustentáveis, sem contar as últimas avaliações da Romênia e da Ilha da Reunião. “Devemos esses ótimos resultados a nossos agricultores parceiros, que adotam há muito tempo uma estratégia sustentável e aceitaram se submeter à verificação de seus compromissos”, conclui Josselin Dhaille, responsável pela logística da beterraba na Romênia. Graças a eles, podemos manter relacionamento duradouro e de confiança com nossos clientes e com os consumidores.”