Tereos Menu Search

O Grupo Cooperativo açucareiro Tereos transforma matérias-primas agrícolas em açúcar, álcool e amido.

24 Julho 2018
10 coisas que você não sabia sobre a cana-de-açúcar!

Error message

Notice: Undefined index: disabled_javascripts in eu_cookie_compliance_page_build() (line 306 of /opt/www/tereos/sites/all/modules/contrib/eu_cookie_compliance/eu_cookie_compliance.module).

Desde 2000, a Tereos desenvolve atividades de processamento de cana-de-açúcar no Brasil, e desde 2002, no Oceano Índico. Veja 10 coisas curiosidades sobre essa matéria-prima.

 
 

1/ A cana-de-açúcar é, sem dúvida, um dos mais antigos cultivos do planeta, pois sua descoberta remonta a 9 mil anos. A planta seria originária da Nova Guiné (ao norte da Austrália).

 

2/ A cana-de-açúcar é uma “grama gigante” da família das gramíneas. Apenas os colmos (caules) são colhidos, e não as folhas. Os colmos são principalmente compostos por água, açúcar e fibras, que chamamos de bagaço.

3/ Uma cana-de-açúcar é composta por 5 a 20 colmos com 3 a 6 metros de altura e 3 a 5 centímetros de diâmetro.

 

4/ A colheita é realizada no momento de maior concentração de açúcar. Ela começa, em média, após 12 meses, podendo se estender por até 240 dias. A cana deve entrar em processo de produção imprescindivelmente entre 12 e 36 horas após a colheita. Uma tonelada de cana produz cerca de 115 kg de açúcar.

 

5/ As 12 refinarias de açúcar da Tereos, localizadas no Brasil, na Ilha da Reunião, em Moçambique, na Tanzânia e no Quênia, processaram quase 23 milhões de toneladas de cana durante a safra de 2017/18.

 

6/ No Brasil, a Tereos processa cerca de 300 mil hectares de cana-de-açúcar, sendo a plantação e a colheita totalmente mecanizadas. O Grupo é pioneiro na introdução de novas tecnologias de agricultura de precisão.

 

7/ A cana-de-açúcar representa 80% da produção mundial de açúcar, podendo também ser utilizada para a produção de energia, álcool, alimentos para nutrição animal ou fertilizantes. A Tereos é um player importante na produção de álcool/etanol, obtidos a partir da cana-de-açúcar, mas também da beterraba e de cereais.

 

8/ Quase metade da cana-de-açúcar cultivada pela Tereos no Brasil já tem a certificação Bonsucro. Esse referencial internacionalmente reconhecido tem por objetivo assegurar a perenidade da produção por meio de iniciativas sustentáveis no plano social e ambiental.

 

9/ Graças às suas raízes densas, a cana-de-açúcar protege os solos de riscos meteorológicos. Na Ilha da Reunião, a Tereos realiza estudos sobre diversas variedades de cana-de-açúcar, a fim de associar um bom rendimento a qualidades de adaptação ao solo e ao clima.

 

10/ A cana-de-açúcar contribui para a autonomia energética. O bagaço, constituído por resíduos resultantes da moagem da planta, é usado para a produção de eletricidade a partir do vapor. No Brasil, em Moçambique, no Quênia, na Tanzânia e na Ilha da Reunião, as fábricas da Tereos são autossuficientes em energia. Além disso, a energia produzida pode abastecer a rede pública. Na Ilha da Reunião, por exemplo, 12% da eletricidade é renovável e produzida a partir do bagaço de cana.

 

Saiba mais

Estratégia: Entrevista, Horizonte 2017
Construir relações fortes e duradouras
Contribuir para uma alimentação segura
Às origens de um grupo cooperativo francês